05 de dezembro de 2019
Foto: Alexandre Teixeira

Daniel Filmus e Inés Tenewicki apresentaram nesta quarta (4) seu livro “Lula. O presidente do povo”, uma biografia dirigida especialmente aos leitores adolescentes e jovens, com Máximo Kirchner, Ofelia Fernández, Pedro Rosemblat e Martín Rechumuzzi. O encontro aconteceu a partir das 19h, na cidade de Buenos Aires.

Os autores recuperam, de distintas fontes, a voz de Luiz Inácio Lula da Silva e reescrevem a sua história, na qual a infância, a família, os amores e o ingresso na vida política vão se intercalando com seus desejos pessoais e sua visão sobre o mundo, a América Latina, o Brasil e o futuro.

Consideramos que conhecer a vida de Lula convidará as novas gerações a seguir acreditando que existe sentido em involver-se com a política e a luta pela utopias, com a esperança de que se possa transformar o mundo num lugar melhor, mais igualitário e com espaço para todos e todas”, afirmou o deputado Daniel Filmus.

A obra, publicada pela Editorial Fundación Ross, é parte da coleção “Heróis e Heroínas da Pátria Grande”, destinada a jovens e adolescentes.

“Lula. O presidente do povo” relata a vida de uma criança nascida na absoluta pobreza do sertão nordestino que tornou-se o presidente mais popular da história de seu país. Aquela criança que ia dormir com dor no estômago por não haver comido, conseguiu tirar 54 milhões de pessoas da miséria. Sua promessa ao assumir o governo foi que cada brasileiro iria poder tomar café da manhã, almoçar, tomar lanche da tarde e jantar todos os dias.

A páginas do livro incluem testemunhos das dores, os sonhos, as injustiças sofridas e os ideiais de quem, desde muito pequeno, soube enfrentar com dignidade as consequências da pobreza extrema e lutar pela construção de um Brasil melhor.

“Quando este texto encontrava-se na gráfica, a ponto de se converter em livro, Lula foi libertado. Dizíamos que era um livro com final aberto, mas teve uma conclusão com justiça. O que está em aberto é o trabalho que Lula seguirá realizando para que a justiça chegue para todos”, assinalou Filmus.

O ex-ministro da Educação lembrou que “o final jurídico também segue em aberto, porque apesar de Lula estar em liberdade, a justiça de Bolsonaro segue tentando aprisioná-lo. Este livro é uma contribuição para que a opinião pública mundial continue a demanda sobre a inocência e a liberdade de Lula da Silva”.

parlamentario.com