08 de agosto de 2019

O Comitê Internacional Lula Livre Genebra protestou nesta quinta-feira, 08.08.2019, contra mais um capítulo da perseguição política e judiciária ao ex-presidente Lula da Silva.

Ontem (7), a juíza Carolina Lebbos decidiu deslocar Lula, atendendo ao pedido da Polícia Federal, subordinada ao ex-juiz e agora ministro Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. A decisão de Lebbos determinou a transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para um presídio comum no estado de São Paulo, sem garantir seu direito a uma sala de estado-maior, e expôs uma clara tentativa de isolar Lula ainda mais em sua condição de preso político.

A decisão foi derrubada pela Suprema Corte brasileira no mesmo dia, mas antes mesmo que isso ocorresse, o Comitê de Genebra realizou um ato relâmpago e denunciou mais este atentado aos direitos civis e políticos do ex-presidente. Em frente ao Consulado brasileiro em Genebra, os integrantes do Comitê leram a nota oficial feita pela presidente do Partido dos Trabalhadores, fizeram panfletagem e produziram um vídeo para denunciar à comunidade local a farsa judiciária no Brasil.

Veja as fotos:

Texto e fotos: Comitê Internacional Lula Livre Genebra