Lire en français

Em 28 de outubro de 2018, o povo brasileiro elegerá seu presidente. Este segundo turno da eleição presidencial é aquele para de todos os perigos para as liberdades fundamentais no Brasil.

O Partido Socialista condenou repetidamente os atos que levaram em 2016 ao golpe constitucional e à deposição da presidenta Dilma Rousseff, assim como a prisão injustificável este ano do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para impedi-lo de se candidatar e ser reeleito.

O Partido Socialista manifesta novamente a sua grande preocupação após os resultados do primeiro turno. A eleição do candidato da extrema direita Jair Bolsonaro representaria uma séria regressão democrática, xenófoba, homofóbica e misógina…

Dados os perigos de tais regressões, incluindo a retirada dos compromissos ambientais do Brasil contra o aquecimento global, o Partido Socialista apoia as forças democráticas unidas em torno do candidato do Partido dos Trabalhadores, Fernando Haddad.

Não é mais uma vitória de um campo, mas de um povo, da vitória da dignidade e das liberdades fundamentais, do Estado de Direito, da consolidação da democracia, da salvaguarda da paz e justiça social.

Essa vitória deve ser um forte sinal na América Latina e no resto do mundo, contra aqueles que manipulam ódios e dividem nossas sociedades.

Partido dos Trabalhadores

Share This