O senador Bernie Sanders é um dos 29 signatários de uma carta assinada por congressistas norte-americanos contra a perseguição política ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mantido preso político há 111 dias na Polícia Federal de Curitiba.

Sensação na pré-campanha à presidência dos Estados Unidos em 2016, Sanders concordou em encaminhar um documento ao governo brasileiro, nesta quinta (26), contra a intensificação do ataque à democracia e aos direitos humanos no Brasil.

A carta dos congressistas norte-americanos acusam de partidarização do julgamento de Lula, cuja prisão se deu por acusações não comprovadas em um julgamento altamente questionável e politizado, e também criticam o assassinato da vereadora do Rio Marielle Franco (PSOL).

Considerado na carta como o “principal candidato” à Presidência, nas eleições deste ano, Bernie Sanders e o grupo de congressistas pedem que Lula responda ao processo em liberdade. Para os políticos norte-americanos, “a luta contra a corrupção não deve ser usada para justificar a perseguição de opositores políticos ou negar-lhes o direito de participar livremente das eleições”.

 

Blog do Esmael

Share This