08 de maio de 2019
Maio de 2019. Seguem as atividades e eventos em Havana.

No dia 2 de maio no Palácio de Convenções se realizou o Encontro Internacional de Solidariedade a Cuba com a presença de mais de mil ativistas de América Latina, Europa, África, Ásia e Estados Unidos.

Todas as intervenções dos mais de 60 delegados de mais de 100 países continham a mesma consigna : a solidariedade a Cuba no contexto da atual política estadunidense que tenta asfixiar ainda mais a sociedade cubana aplicando os títulos III e IV da famigerada lei Helms – Burton. Com esta medida (que vem sendo suspensa desde sua edição por todos os governos dos EUA) os danos produzidos pelo bloqueio vão se multiplicar e, dessa forma, prejudicar a economia da Ilha.

Dentre as demais convocações e denúncias, a solidariedade à Palestina, ao povo saharauí, pela liberdade do ex-presidente Lula, pelo fim do bloqueio à República Bolivariana da Venezuela e a afirmação da região da América Latina e Caribe como zona de Paz.

Dia 3 de maio – arte em Cuba

No dia seguinte o documentário La voz de la inocencia dos realizadores Syara Salado Massip e Victor Villalba Gutierrez foi exibido no espaço cultural Estudio Romerillo, um espaço de arte com esculturas enormes e muita arte.

Da sessão participaram integrantes do Comitê Internacional Paz, Justiça e Dignidade aos Povos, pais e professores das crianças protagonistas do filme e elas próprias que fizeram uma saudação pela liberdade do ex-presidente Lula após ouvirem atentamente explicações sobre ele.

A realizadora Syara apresentando o filme.
O filme, sobre a infância (em Cuba e em outros países) será em breve exibido no Brasil.
Música – Raul Torres

Ao fim do dia, uma apresentação do cantor e compositor Raul Torres no hall do Museu da Revolução.

A apresentação contou com 3 integrantes que ele contou ter “descoberto” em uma escola de música cubana. Lindas vozes.

A música de Raul é um comprometimento com as causas justas. Cantaram músicas (dentre outras) em homenagem à Venezuela, a Hugo Chávez, a Fidel e à Revolução Cubana. Todas muito emocionantes, além da conhecida Cavalgando com Fidel.

Ao final da apresentação, uma demonstração de apoio ao Brasil (do qual ele declarou gostar muito) e à liberdade de Lula.

Texto e fotos:Comitê Carioca Solidariedade a Cuba