Read in English

1. Em mais uma decisão descabida, em um processo com erros primários, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado novamente por um imóvel que não é dele. A reação de diferentes setores à sentença foi imediata, já que o argumento da juíza conseguiu ser ainda pior do que o do seu mentor Sérgio Moro, o ex-juiz que virou político do governo de extrema direita Jair Bolsonaro. “Um processo contaminado por uma conduta ideológica de um grupo de procuradores. Não existe prisão baseada somente em palavra de delatores. Sem contar que a juíza exarou sua sentença com base em dois delatores, que na verdade são a mesma pessoa”, denunciou o líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS). Confira a entrevista completa: https://bit.ly/2t9LtXK

2. Já para a deputada federal e presidenta do PT, Gleisi Hoffmann (PR), a condenação é mais uma ação orquestrada contra Lula no momento em que cresce a possibilidade de o ex-presidente ser indicado ao Prêmio Nobel da Paz. “Toda vez que temos um desagravo a Lula surge uma ação orquestrada por um Judiciário que atua na política. Se quisessem combater a corrupção não virariam os canhões somente para Lula”, criticou. Gleisi acusou a juíza que condenou Lula sem provas de agir de má-fé e com objetivos políticos. Leia mais: https://ptnacamara.org.br/portal/2019/02/06/gleisi-acusa-juiza-que-condenou-lula-sem-provas-de-agir-de-ma-fe-e-com-objetivos-politicos/

3. Em nota, a defesa do ex-presidente Lula enfatizou que recorrerá da decisão absurda que tem claros objetivos políticos contra o ex-presidente. “Justiça Federal de Curitiba que atenta aos mais basilares parâmetros jurídicos e reforça o uso perverso das leis e dos procedimentos jurídicos para fins de perseguição política, prática que reputamos como “ lawfare””. Leia a nota na íntegra: http://www.pt.org.br/nota-da-defesa-de-lula-sobre-absurda-condenacao-no-caso-do-sitio-de-atibaia/

4. O ex-presidente Lula enviou um recado, publicado nesta quarta-feira (6), em que critica a efetividade das medidas já anunciadas pelo governo de Bolsonaro para resolver as principais demandas do povo brasileiro: emprego e educação. “Falta a esse governo entender que o Estado precisa entrar nas favelas com política pública e não só com polícia”, diz trecho da publicação veiculada nas redes sociais de Lula. Confira: http://www.pt.org.br/lula-governo-aprofunda-desigualdade-e-nao-resolve-problemas-do-povo/

 

Boletim 352 Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba – 6/2/2019 – 306 dias de resistência – 20h40

Share This