06 de janeiro de 2019

1. Os episódios que comprovam a perseguição política do ex-juiz e atual ministro da JustiçaSérgio Moro, contra Lula são confirmados até por seus apoiadores sem qualquer constrangimento. Também são fartos os materiais na cena jornalística que subscrevem a tese da perseguição que, a rigor, nem viceja mais como tese – e sim como fato. Confira os 10 pontos primordiais que comprovam que Lula é um preso político: http://www.pt.org.br/gustavo-conde-10-evidencias-da-perseguicao-de-moro-a-lula/

2. O domingo (6) marcou os 275 dias de resistência da Vigília Lula Livre e contou com o primeiro ato inter-religioso do ano local. Com representantes de diversas congregações e vertentes religiosas, a iniciativa tem o objetivo de oferecer conforto e espiritualidade aos militantes que lutam pela liberdade do ex-presidente. Além disso, mostra a disposição pela pluralidade e respeito da vigília, dois conceitos sob ameaça permanente com a chegada de Bolsonaro ao poder. Assista: https://bit.ly/2AwAFHg

3. O prédio da embaixada do Brasil em Berlim (Alemanha) foi alvo de uma pichação, mas vestígios de tinta ainda podiam ser vistos neste sábado (5) em parte da fachada, no piso externo e em colunas externas do edifício. Segundo reportagens veiculadas na mídia brasileira, fotografias do prédio com os dizeres “Lutaremos contra o fascismo no Brasil” circularam em grupos de Whatsapp neste fim de semana, indicando que a pichação foi feita na madrugada de sexta-feira para sábado. Saiba mais: https://p.dw.com/p/3B4ma?maca=pt-BR-Whatsapp-sharing

4. Outra representação diplomática brasileira no exterior foi alvo de manifestação política nesta semana. Um grupo de ativistas de esquerda da Nova Zelândia entrou na embaixada do Brasil em Wellington em protesto contra o presidente Jair Bolsonaro. Fotos publicadas pelo grupo chamado Organise Aotearoa, no Twitter, mostram faixas com os seguintes dizeres: “Sem relações com nações fascistas” e, em português, “Solidariedade com o povo do Brasil”.

Boletim 321 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba – 6/1/2019 – 275 dias de resistência – 19h30