1. Mais uma demonstração de perseguição e desrespeito do Judiciário aos direitos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ficou clara na quinta-feira (4), quando foi negado pela segunda vez a Lula o seu direito de votar nas eleições de domingo, dia 7. No mesmo dia, a Justiça concedeu o direito de voto a Eduardo Azeredo, ex-governador de Minas pelo PSDB e também preso sem condenação criminal em julgado. Na prática, são retirados de Lula seus direitos políticos antes de sentença transitada em julgado, ferindo a legislação. Preso político há seis meses, condenado em um processo sem provas, a Lula é negado o direito de votar, de dar entrevistas e até de receber visitas consideradas “inconvenientes” pela polícia e pela Justiça. Leia mais: https://lula.com.br/no-mesmo-dia-direito-de-votar-e-negado-a-lula-e-concedido-a-eduardo-azeredo-psdb/

2. O ato de boa tarde ao ex-presidente Lula nesta sexta-feira foi puxado por Sandra Gomes, militante do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST). Ela lembrou que hoje completaram-se 182 dias de resistência democrática na Vigília Lula Livre. Sandra elogiou a perseverança dos militantes que todos os dias dão bom dia, boa tarde e boa noite a Lula e participam de diferentes atividades para denunciar a prisão arbitrária do ex-presidente, o mais popular da história brasileira.

3. Nas atividades do boa tarde a Lula também participaram Soraya Batista e Caio Pereira, viajantes de Belo Horizonte que defendem a libertação de Lula. Eles têm o projeto Por Todos os Cantos e percorrem o Brasil registrando seus encantos em fotos e vídeos. Soraya deu um depoimento emocionante sobre sua visita à Vigília Lula Livre e destacou a injustiça que é cometida contra Lula, condenado sem provas pelo juiz Sérgio Moro.

Boletim 229 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba – 5/10/2018 – 18h15

Share This